Atualidades em práticas agronômicas e utilizações do Cânhamo

O cânhamo industrial ou apenas cânhamo (Cannabis sativa L.), vem se tornando uma pauta de interesse cada vez maior pelo mundo, especialmente na China, Estados Unidos e recentemente países da América Latina devido a alta demanda e versatilidade de empregos dessa matéria prima.

O cânhamo, uma das plantas cultivadas mais antigas do mundo, tem origem provável da Ásia central, desenvolvida a partir de plantas selvagens de Cannabis. Se destaca não só pela capacidade de suplementar ou substituir fibras e papel, mas também pelo potencial lucrativo que se encaixa em sistemas agrícolas sustentáveis. Este ainda pode ser cultivado para a produção de sementes, alimento (humano e animal), óleo e propriedades medicinais (CBD) e mais recentemente vem sendo empregada até mesmo na recuperação de áreas degradadas dada sua rusticidade e robustez do seu sistema radicular. Estas características aumentam o interesse de indústrias dos setores agrícolas, têxteis, automotivos (tanto para biocombustíveis quanto para arquitetura de automóveis), construção, farmacêutica, e outras.

Fibras

Pela fibra derivada da Cannabis ser uma das mais duráveis e resistentes de origem natural, ela se destaca no contexto de crescente demanda global. A fibra de cânhamo é utilizada para produção de têxteis e roupas, bio-compostos para automóveis, papel e materiais de construção. 

A obtenção das fibras do cânhamo podem advir do cultivo especialmente para esta finalidade ou de variedades de duplo objetivo, ou seja, produção de sementes e fibras. Embora seja relatado que a qualidade da fibra advinda das variedades de duplo objetivo são inferiores, os benefícios econômicos podem sobrepor o fator qualidade. Isso ocorre devido ao valor de suas sementes que é interessante onde há um mercado definido.

As variedades especificamente para fibra são geralmente colhidas no estágio de floração, porém antes da formação de sementes para obter máxima qualidade.

As práticas agronômicas e as condições de cultivo como fertilização, densidade de cultivo e período de colheita são fatores que influenciam diretamente na produtividade e qualidade de fibras. O espaçamento para produção de fibras é realizado em alta densidade, estimulando maiores alturas e supressão da floração. Ainda, promove o alongamento do caule e reduz a ramificação, gerando fibras mais longas e mais fortes.

Um fator positivo da produção de cânhamo no Brasil é a supressão de plantas espontâneas (anteriormente denominadas como plantas daninhas), já que o cultivo adensado diminui a incidência de raios solares no solo rapidamente pelo rápido crescimento das plantas de cânhamo. Este fator resulta não só numa produtividade maior da cultura, mas também na redução da utilização de herbicidas, economia que agrega grande valor em pequenas e grandes escalas.

Mesmo sendo limitadas as informações, estudos demonstram ótima produção para fibras com densidade de semeadura entre 50 a 750 plantas m-2 a depender de sua finalidade. Em estágios finais a alta densidade também favorece a umidade no colo da cultura, dessa forma é importante atentar para a ocorrência de doenças fúngicas como já relatadas em outro texto.

Sementes e óleo

Um aspecto interessante que deve ser levantado é a atual desinformação da população enquanto uma das mais antigas propriedades da Cannabis, a alimentação. Os relatos históricos demonstram que há no mínimo  3.000 anos as sementes de cânhamo são utilizadas para alimentação humana e animal, diretamente como um ingrediente alimentar ou através da extração do óleo.

Nos dias de hoje, a partir destas sementes podem ser elaboradas farinhas, que assim como a oleaginosa mais popular e também asiática, a soja, contêm alto valor proteico e é recomendada para dietas vegetarianas. A panificação a partir da farinha de cânhamo, condiciona sabores como o de nozes, resultando em toques nutricionais únicos para uma culinária saudável. Além disso, são ricas em ômega-6 e ômega-3, ácidos graxos essenciais e relacionados a dietas saudáveis. 

São amplos os potenciais de processamento das sementes de cânhamo com finalidades comerciais, como por exemplo  loções para cuidados corporais e pele, shampoos e sabonetes, cremes e condicionadores para cabelo, além de suplementos nutricionais. Nos Estados Unidos há uma crescente demanda tanto do óleo quanto de sementes de cânhamo para estas finalidades, sendo um dos meios de cultivo com prospecção econômica atraente no país norte americano.

A densidade de cultivo ótima em estudos para finalidade de produção de sementes de Cannabis varia entre 30 e 75 plantas m-2 .

CBD

Uma das vertentes em crescente e cada vez mais popular do cultivo de cânhamo é a produção de Canabinóides para fins medicinais. O CBD é o principal composto terpeno-fenólico extraído da planta Cannabis e não apresenta propriedades psicoativas. A regulação legal nos Estados Unidos diz que qualquer planta de Cannabis com valores de THC (o canabinóide com propriedade psicoativa) inferiores a 0,3% é considerada como cânhamo. Este primeiro composto, cada vez mais estudado, tem utilização no tratamento de artrites, câncer, diabetes, doenças neurodegenerativas,dores e outras patologias.

As variedades para a produção deste composto são diferentes das variedades para as funções anteriores, já que o CBD é encontrado em maior quantidade em flores de plantas fêmeas, que devem ser cultivadas sem a presença de plantas machos e normalmente através de clones. São ideais para produções em pequena escala, agricultores familiares ou cultivadores com recursos limitados, uma vez que o cultivo para fins medicinais deve ter aspectos fitossanitários muito mais controlados e restritos para não gerar contaminações e efeitos residuais nos pacientes.

 Apesar da grande diversidade de variedades para produção de CBD, através de estudos foram relatados maiores produtividades de flores e buds em densidade de 15 plantas m-2. De qualquer forma deve-se realizar uma avaliação criteriosa para cada caso com base em seus objetivos específicos.

Benefícios ambientais

A planta de cânhamo é reconhecida por ter capacidades fitorremediadoras, ou seja, consegue diminuir a contaminação de solos, especialmente os contaminados com metais pesados. Através de seu sistema radicular que atinge de 45 até 90 cm de profundidade, ela abrange uma grande área de solo e aumenta a capacidade de remover contaminações. Um exemplo que vale ressaltar é de 1986, quando o cânhamo foi plantado nos arredores do local onde ocorreu o desastre nuclear de Chernobyl para auxiliar na descontaminação do solo.

Outra capacidade do cânhamo é a rápida conversão de gás carbônico (CO2) para biomassa, pois o seu crescimento e sua capacidade de sequestrar CO2  são superiores a de culturas florestais comerciais, podendo absorver até 22 toneladas de CO2 por hectare. Esta característica se demonstra também como um potencial de produção de biochar, ou carvão vegetal, que quando alocado no solo aumenta a capacidade dele de sequestrar carbono e reduz a emissão de gás do efeito estufa. Esta cultura pode produzir pelo menos 13 toneladas de biochar por hectare anualmente.

 O reconhecimento do cânhamo como uma planta de alto aproveitamento energético faz jus às diversas propriedades que possui, como por exemplo: o cânhamo desidratado tem características combustíveis similares ou superiores às de palha de cereais e algumas madeiras. O calor de combustão do cânhamo é de 18,4-19,1 Mj/kg. Ainda, o cânhamo úmido e ensilado pode ser transformado em biogás e etanol, sendo uma opção para energias renováveis.

Considerações

O cânhamo apresenta múltiplos potenciais agrícolas e industriais. Muitos países já se beneficiam da produção deste vegetal e se posicionam em um mercado emergente. O relatório de potencial de cultivo de Cannabis medicinal e industrial elaborado pela empresa ADWA Cannabis demonstra quais são os potenciais desta planta em nosso país e muitas outras informações. Além disso, você também encontra em nosso site vários outros textos sobre diversos assuntos relacionados ao tema.

Palavras chave:  Cânhamo; Cânhamo Industrial; Cannabis; Fibra de cânhamo; Semente de Cannabis; Óleo de Cannabis; CBD; Espaçamento; Combustível de Cannabis; Cannabis em Chernobyl

Adwa Cannabis

Adwa Cannabis

Uma empresa de desenvolvimento de pesquisas e tecnologias voltadas para a cadeia produtiva de Cannabis.